Freio eletrônico e bateria. Entenda mais sobre.

Cada vez mais as inovações tecnológicas tomam conta do mercado. E essas tecnologias causam impacto direto no mercado automobilístico.

Uma das novidades implantadas nos últimos tempos pelas mais diversas montadoras foi o freio de estacionamento eletrônico (FEE), que basicamente, faz o trabalho do tradicional freio de mão, só que de forma eletrônica, poupando esforços físicos que são comuns nos freios tradicionais. Agora, é só apertar ou puxar um botão e pronto, o seu carro está travado e não corre o risco de despencar ladeira abaixo, por exemplo.

Por possuir um sistema eletrônico, esse tipo de freio não conta mais com a ligação através de cabos, que são substituídos por atuadores elétricos conectados às pinças das rodas. Em alguns veículos as pinças estão presentes nas rodas traseiras, em outros na dianteira e em alguns nas 4 rodas.

Sendo assim, o freio eletrônico, como o próprio nome diz, depende da energia do carro para ser ativado ou desativado. Uma dúvida muito recorrente é se eles permanecem ativos mesmo sem carga na bateria.

O que acontece é que sem o funcionamento da bateria, o freio elétrico não pode ser ligado, ou se estiver ligado, não pode ser desativado. Portanto, sem uma bateria saudável esse tipo de freio é prejudicado, bem como a maioria dos demais sistemas dos carros.

Para evitar dores de cabeça, mantenha a manutenção da sua bateria Lider em dia, exceto para a linha Lider Free, que é livre de qualquer manutenção.

Além disso, indicamos fazer a troca preventiva da bateria e sempre ter no porta-malas um cabo para transferência de energia para evitar problemas.

Todas estas ações evitam que você fique na mão e ande sempre tranquilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *